PUB
                             
Entrevistas - 14.11.2016

Dedica-se em exclusivo à cirurgia estética há cerca de 30 anos e há 20 é o Diretor-Geral responsável pela Clínica Milénio. O Dr. Ângelo Rebelo é reconhecido internacionalmente pela sua participação em Congressos, por exercer cargos diretivos em sociedades médicas e por dirigir cursos de Cirurgia Estética em vários países do Mundo. E, por isso, é também muito procurado pelas celebridades…

A aparência influencia a vida pessoal? De que forma?
Sem dúvida que a aparência influencia a vida das pessoas, umas mais e outras menos, de acordo com a profissão, a idade, sexo, nível socioeconómico, entre outros.

Influência sob o ponto de vista de bem-estar próprio, auto estima, confiança e segurança. Pode ser importante em determinadas profissões ao ponto de poder limitar o acesso às mesmas.

Influência nas relações pessoais e familiares pois a pessoa tem que se sentir bem consigo própria para se sentir bem com os outros.

 

No geral e atualmente, acha que as pessoas estão mais preocupadas com a sua imagem, ou pelo contrário, são pouco cuidadosas?
A preocupação das pessoas com a imagem depende e varia nos diferentes países e culturas, embora se verifique uma tendência maior e progressiva em muitos países, para as pessoas, mulheres e homens, se cuidarem e apresentarem melhor, de acordo com as exigências ditadas tanto pela moda como pelos aspetos concorrenciais.

Cada vez há mais cuidado e preocupação em se apresentarem bem de acordo com as diferentes situações.

 

A partir de que idade se deve começar a ter as primeiras preocupações e cuidados com a pele?
Os cuidados com a pele deveriam começar na barriga da Mãe. Desde sempre que se deve cuidar da pele, órgão tão importante para a nossa saúde e aparência. Essas preocupações e cuidados devem ser dirigidos para cuidar da pele nos vários aspetos - nutrição, hidratação, etc.- e protege-la das agressões externas como o Sol, poluição, etc.

 

O exercício e o cuidado com a alimentação, só por si, elimina o excesso de peso ou aconselha a recorrer a tratamentos estéticos?
Depende de cada caso e de cada situação. Depende da quantidade de excesso de peso, da sua causa e localização dos excessos de gordura. Claro que o exercício físico, uma alimentação adequada e equilibrada são uma ajuda importante ou mesmo decisiva para eliminar o excesso de peso. Outras situações há em que nem mesmo assim se vai lá, devendo as pessoas ser ajudadas pelos especialistas das várias áreas de acordo com o que é necessário fazer – orientação e educação alimentar, medicamentos, tratamentos médicos mais ou menos invasivos até às cirurgias.

 

Como deve ser feito um planeamento para uma cirurgia plástica? Qual a idade mais recomendada para tal?
O primeiro passo para se recorrer a uma Cirurgia Plástica tem e deve partir da vontade da própria pessoa. Perceber o que não gosta, o que quer fazer por si própria sem influência de terceiros sejam eles próximos ou não. Para realizar uma cirurgia do foro estético tem que se querer mesmo, ter vontade e procurar especialistas devidamente credenciados e experientes. Depois na consulta informar-se de tudo o mais possível e saber que vai ter um acompanhamento depois da cirurgia.

Na minha forma de trabalhar não há idades limite para a realização de uma cirurgia estética. Cada caso é avaliado e se tiver indicação há técnicas que podem ser realizadas em qualquer idade, adequadas a cada caso, sabendo que os menores têm que ter autorização assinada dos pais.

 

Que cirurgias são mais requisitadas neste momento?
A cirurgia mais procurada em quase todo o mundo, neste momento, é para aumento de mama com próteses.

 

Pode-se afirmar que, na maioria das vezes, fazer uma cirurgia pode se tratar apenas de uma moda, em vez de uma necessidade?
As modas e os média sem dúvida têm alguma influência, mas é a necessidade que cada um sente em fazer uma cirurgia, em determinada fase da vida, que é o fator mais importante.

 

Fazer uma cirurgia plástica implica muitos riscos ou é apenas um mito?
Não é mito nem é verdade. Todas as cirurgias, sejam elas ao que forem, têm riscos e complicações possíveis. O doente deve ser previamente informado dos riscos e complicações gerais e os inerentes à cirurgia que vai fazer. O risco deste tipo de cirurgias é baixo, mas existe, devendo-se evitá-los tomando os cuidados necessários e estando-se habilitado e preparado para os solucionar caso venham a existir.

 

Que conselhos dá a quem esteja a pensar ir à sua Clínica?
Toda a gente é bem-vinda à minha Clínica. Os conselhos é que venham de livre vontade, com entusiasmo, com os receios e dúvidas habituais para serem esclarecidos, com confiança e sem falsas ou excessivas expectativas. Não fazemos milagres. Colocamos toda a nossa experiência e sabedoria ao dispor de quem nos procura e damos o nosso melhor e a maior dedicação com disponibilidade permanente para os nossos doentes.

 

No caso de uma cirurgia, quais são os métodos a seguir para manter o peso ideal?
As cirurgias podem não resolver tudo e ser preciso complementar com outros tratamentos e orientações quanto à alimentação e exercício físico. São aconselhadas regras básicas para uma boa qualidade de vida.

 

Para si, existe algum padrão de beleza?
Não. Sou totalmente contra padrões e estereótipos pré-definidos. As divinas proporções de Da Vinci foram em 1500. A Beleza não pode ser padronizada e é um conjunto do que se vê de dentro para fora e de fora para dentro. A “carcaça” pode ser muito bonita, mas se o interior não está bem não brilha.

 

O que representa para si ser um dos cirurgiões estéticos mais requisitados por celebridades, não só nacionais como internacionais?
Representa uma grande e acrescida responsabilidade. Por um lado as celebridades são tratadas como toda a gente, da melhor maneira possível. Têm todo o nosso cuidado em respeitar a sua privacidade e compreender a pressão a que muitas delas estão sujeitas. Têm por vezes outro tipo de exigências relacionadas com a atividade de cada um, com maior ou menor exposição pública. Não posso deixar de dizer que me sinto muito orgulhoso e agradecido por ser escolhido por tantas e importantes celebridades que me fazem sentir que o meu trabalho e dedicação, destes anos todos, tem reconhecimento.

Artigos relacionados...

Mariza

A voz que leva o Fado cada vez mais longe

Chef Rui Paula

Uma viagem de sabores, de Portugal à constelação Michelin

Rui Tati

Empresário angolano aposta na cortiça portuguesa

Os Mais Vistos

Bem-Estar

Modalidades para praticar na estação mais fria

Lifestyle

Nova linha Great Characters presta tributo a uma lenda do cinema

F Luxury no Instagram

Contactos

Portugal
Avenida Nossa Senhora do Cabo, 101
2750-374 Cascais
T. (+351) 210 149 077

Angola
Rua N'Dunduma nº147 e 149, Bairro
Miramar, Angola
T. (+244) 942 624 495

Suíça
Flüelistrasse 13, CH-6054 Kerns
T. (+41) 79 524 94 33