PUB
                             
Beleza - 02.11.2018

Os novos perfumes de edição limitada da CH Carolina Herrera são uma homenagem à perfumaria oriental. A sua riqueza de nuances, a qualidade dos seus ingredientes e o mistério em torno destes aromas, seduziram Carolina Herrera Baez, diretora de criação dos perfumes da casa, quando ela fez a sua primeira viagem ao Médio Oriente em busca de novas ideias olfativas, há 10 anos atrás. O amor por esta tradição não parou de crescer desde então e hoje traduz-se em duas novas fragrâncias, Eau de Parfum CH Insignia Women (criada por Olivier Cresp e Hamid Merati-Kashani) e Eau de Parfum CH Insignia Men (assinada por Émilie Copperman e Pierre Gueros).

Mas, em ambos os casos, Baez queria dar um passo mais à frente: o que aconteceria se fundíssemos a perfumaria oriental com ingredientes da mais alta qualidade, que criassem novas nuances, proporcionando um lado mais ocidental? Este foi o desafio colocado aos quatro perfumistas, dois perfumes que reinterpretam ingredientes orientais emblemáticos como Patchouli ou Oud, fundindo-se com clássicos do Mediterrâneo, como Rosa Centifolia e Bergamota. Um exercício sofisticado que presta homenagem aos materiais nobres, ao ritual íntimo da perfumaria e ao espírito da marca.

Os perfumes são fundamentais, mas no caso de Carolina Herrera, os fracos também são peças essenciais. "O ponto de partida foi a coleção de acessórios Insignia CH Carolina Herrera com a qual em 2016 reinterpretámos o logotipo da nossa marca no seu 35º aniversário, uma linha de sucesso que continua a crescer", diz Carolina Herrera Baez. "Fragrâncias de tão alta qualidade e prestígio, deveriam vestir-se de grande sofisticação. Eu queria que, quando alguém visse o produto final, não conseguisse controlar-se e desejasse ter em suas mãos um bonito objeto".

O resultado são dois perfumes emblemáticos, tanto na forma como no conteúdo. "A minha ideia de perfumaria é reinterpretar os clássicos", confirma Baez. "Não há nada mais delicioso do que cheirar um aroma de sempre, cheio de história e memórias, mas de uma maneira nova”.

E porquê Insignia? "A definição de perfume no Médio Oriente encaixa bem com a de Carolina Herrera. Eu sempre pensei que uma fragrância não está terminada até que alguém a tome. Um perfume não é completado até que se derreta com a pele, irradiando um aroma único. No Médio Oriente, a personalização chega ao auge com couro intenso e exclusivo de longa duração e maravilhosos rituais de perfume ", defende Baez. Nesta era dominada pela voracidade da moda e dos lançamentos compulsivos, a individualidade é o verdadeiro luxo. "A personalidade é a melhor arma para combater a uniformidade, algo que CH Insignia consegue com o Oud, o Guayaco ou o Cypriol três facetas amadeiradas que interagem de forma diferente em cada pessoa", explica Baez.

Flores e couro são emblemáticos da casa. Mas nos perfumes, não são fáceis de combinar. O segredo do equilíbrio está em saber administrar o tipo de flores e a concentração. "Memórias da minha infância, como o cheiro de rosas de jardim da casa de família, inspiraram CH Insignia Women e CH Insignia Men", remata Baez. Um verdadeiro tributo que une as sabedorias orientais e ocidentais. Para ele e para ela, por tempo limitado.

Artigos relacionados...

O novo e sofisticado Vila Vita Spa by Sisley

Unidade no Algarve inspira-se nas águas do Atlântico

L’Orchidée Corail da Sisley

O highlighter blush da temporada

Revolução tecnológica da Foreo

As melhores sugestões para o Dia do Pai

O perfume mais exclusivo da Xerjoff

Edição limitada à venda no Harrods

Prepare o seu cabelo para o verão com a Sisley

Novo Le Fluide Protecteur Cheveux para homem e mulher

Os Mais Vistos

Lifestyle

O automóvel mais caro de sempre dá-se a conhecer

Lifestyle

Os segredos mais bem guardados

F Luxury no Instagram