People - 29.12.2017

Top Model Internacional 

Venceu o The Office & Look Magazine Model Search, em Inglaterra, o Supermodel Of The World, em Portugal, e “Melhor Modelo do Ano”, no Moda Luanda. Para além de somar inúmeros prémios, também foi uma angel nos já míticos desfiles da Victoria’s Secret. Indiscutivelmente, Sharam é hoje uma das maiores top models internacionais… e empresária, também.

Aos 18 anos, deixou Angola para estudar Gestão e Produção de Eventos em Inglaterra. Quando aconteceu a opção de seguir o percurso de manequim/modelo?

O sonho de começar a carreira de manequim acontece em 2012, quando me mudo para Nova Iorque. Desde 2010 que havia iniciado uma carreira internacional, mas com a Universidade não era algo que levasse muito a sério. Quando me mudo para os Estados Unidos, começo a enfrentar um ritmo de trabalho diferente e muito mais consistente, o que nessa altura foi decisivo.

O seu nome significa modéstia, timidez, em persa e árabe. Mas a Sharam é mais ousada e confiante. Sempre o foi assim ou aprendeu a sê-lo?

O mundo da moda ensina-me ainda hoje a sair da minha zona de conforto. Não deixei de ser tímida, mas é algo que a minha profissão me ajudou a gerir da melhor forma. 

Depois de Nayma, tem vindo a ser apelidada de “a nova Pantera Negra”… o que tal significa para si?

A Nayma Mingas é um ícone da moda angolana, assim como portuguesa também, e ser apelidada como a nova pantera negra para além de me deixar bastante lisonjeada, só aumenta a minha motivação para continuar a trabalhar e concretizar ainda alguns sonhos.

Ao longo da sua carreira, sentiu que teve de superar algum obstáculo?

Obstáculos não deixam de existir, pelo contrário, acho que tendem a aumentar dependendo das nossas metas e/ou objetivos de vida a nível profissional e pessoal. O importante é não ter medo de encará-los. Independentemente do número de vezes que caímos, sou da opinião de que nos devemos levantar sempre e tentar novamente. Na vida, tudo o que nos acontece de menos bom, é exatamente para melhorarmos, são lições para que no futuro estejamos melhor preparados.

Qual o seu role model?

Tenho “role models” em diferentes áreas, mas todas elas acabam por ter as mesmas qualidades, são pessoas que não desistem, pessoas que são batalhadoras e focadas.

No ano passado, lançou em Angola a sua marca de extensões de cabelo – Sharam Hair. Tem ideias de a fazer expandir para outros mercados?

Sim, a marca Sharam Hair pretende expandir-se em África, consequentemente Europa e Estados Unidos. De momento, comecei por Angola que foi o país que me viu crescer. Como sou nova no ramo, não quero correr contra o tempo. Pretendo dar um passo de cada vez, sem pressa para que a marca cresça de forma sólida.

A Sharam afirmou: “Preocupamo-nos com a aparência porque a primeira impressão conta sempre muito”. Quais são os seus principais cuidados de beleza?

Normalmente, opto por fazer uma limpeza facial, uma vez por mês, juntamente com o meu ritual diário, de lavar o rosto com um "gel cleanser" e usar o creme de dia e o de noite.

Consideraria entrar no mundo da atuação para cinema ou televisão? Seria para si uma evolução natural?

Adoraria que acontecesse! Vou-me preparando, fazendo alguns cursos de representação sempre que posso. Continua a ser um sonho antigo e tenho todo o interesse em colocá-lo em prática o quanto antes.

Atualmente, vive em Nova Iorque. Do que mais sente falta em Angola?

Da minha família, sem sombra de dúvidas.

Entre os mundos da moda e empresarial, que projetos tem para o futuro?

Continuar a trabalhar muito!

 

Os Mais Vistos

Lifestyle

Parceria comemorada com peças de edição limitada

Lifestyle

Um instrumento de escrita que homenageia a imaginação e os sonhos

A F Magazine no Instagram

Contactos

Portugal
Avenida Nossa Senhora do Cabo, 101
2750-374 Cascais
T. (+351) 210 149 077

Angola
Rua N'Dunduma nº147 e 149, Bairro
Miramar, Angola
T. (+244) 942 624 495

Suíça
Flüelistrasse 13, CH-6054 Kerns
T. (+41) 79 524 94 33