Tendências / Desfiles - 03.05.2018

Manuel Casal e Eckhard Frank, fundadores da Stivali, apresentaram mais uma novidade: a nova pop-up store da marca de sapatos de Alexandre Birman. A F Magazine Luxury esteve presente na apresentação desta parceria com mais uma grande marca de moda, reveladora do posicionamento arrojado da Stivali e da sua já conhecida capacidade de responder aos desejos e à sofisticação de todos os clientes.
O evento contou também com a presença de Alexandre Birman em loja. O designer já criou sapatos exclusivos para Kate Hudson, Demi Moore e Katy Perry. Entre as suas clientes habituais estão também as grandes estrelas Meryl Streep, Reese Witherspoon, Lupita Nyono’O, Gisele Bundchen e Miranda Kerr. Para além das suas lojas, Alexandre Birman está também presente em plataformas como o Net-a-Porter, Farfetch, My Theresa ou Harvey Nichols. Agora, poderá encontrar a sua marca na porta 38-B da Avenida da Liberdade. Diversas figuras públicas, tais como Nayma Minhas, Raquel Strada, Ana Sofia Martins, Andreia Rodrigues foram prestigiar a nova marca e deram também a conhecer alguns modelos dos sapatos de Alexandre Birman. Nesta ocasião, a F Magazine Luxury teve ainda a oportunidade de estar à conversa com o admirável Manuel Casal.

Fundou a Stivali juntamente com o seu sócio Eckhard Frank há 30 anos e desde então não pára de inovar. O que o mantém motivado?
A lógica de uma loja como a nossa, em que fazemos isto por gosto e que realmente há um prazer enorme, vem desde o começo. Quando nós começámos, não havia marcas nenhumas em Portugal. Nós introduzimos e somos conhecidos por sermos pioneiros das maiores marcas que vieram para Portugal, e achamos que a mulher portuguesa é uma mistura da mulher italiana, da mulher francesa, com muito bom gosto e realmente necessitava de marcas que pudesse usar e que representasse bem.

A Stivali é uma loja atual e moderna. Considera que as novas parcerias são importantes para que assim se mantenha?
Sim. Todas as marcas que nós temos a nível mundial são as macas que estão na “berra” e o Alexandre Birman é dos sapateiros que atualmente é dos nomes mais importantes, como outros que nós temos que podem não ser tão conhecidos cá em Portugal, mas que em Nova Iorque, em Londres, em Paris, ou em Roma são as marcas mais conhecidas e as melhores também a nível de comodidade. Há muitas marcas que têm nome, mas que realmente os sapatos não são confortáveis e a mulher portuguesa, é uma mulher que gosta de qualidade, mas que gosta de se sentir confortável. Não é só porque tem o nome bastante publicitado ou porque aparece muito, que se tenha que usar. O tipo de cliente que nós temos é uma cliente que, para além de estar atualizada a nível de moda, gosta de investir, mas numa peça de uma marca que não tenha realmente só o nome. Que seja confortável, que tenha qualidade e que seja durável.

A pop-um store da marca Alexandre Birman é a mais recente novidade da sua loja. Pode contar-nos como surgiu esta parceria?
O Alexandre Birman já há alguns anos que anda atrás de nós porque gostaria de estar representado aqui, ao lado de marcas como a Valentino, como a Chanel, como a Fendi. Claro que acabámos por dizer que sim porque, além de design, tem qualidade e é um nome incontornável no mundo dos sapatos.

Relativamente à reação por parte do público feminino, acha que vai ter uma boa adesão?
Sim, vai, porque é um tipo de sapato que faz muita falta. Tem imensos sapatos de toilette e sapatos práticos também. Tem um bocadinho de tudo. Salto alto, salto médio, salto raso e tem qualidade, design, e é um sapato que temos porque imensas clientes já compravam lá fora e que nos pediam Alexandre Birman. Agora, acho que foi a altura certa.

Por último, tem planos para novas parcerias futuramente?
Claro! Tudo aquilo que nós temos desde a Chanel às outras marcas, são as marcas que estão interessadas em fazer parcerias connosco, em fazer festas. Só que nós somos muito discretos a nível de loja e o nosso tipo de cliente também o é, uma cliente discreta, que não gosta de estar nas luzes da ribalta. São chiques, são mulheres que realmente, por vezes, até nem se vêm ou não aparecem tanto. Principalmente a mulher executiva, que precisa da roupa para representar, para trabalhar. Tanto tem que trabalhar numa reunião no estrangeiro durante o dia, como à noite tem um jantar chiquíssimo e que precisa de estar bem em qualquer ocasião.


2 de maio de 2018

Os Mais Vistos

Lifestyle

Parceria comemorada com peças de edição limitada

Lifestyle

Um instrumento de escrita que homenageia a imaginação e os sonhos

A F Magazine no Instagram

Contactos

Portugal
Avenida Nossa Senhora do Cabo, 101
2750-374 Cascais
T. (+351) 210 149 077

Angola
Rua N'Dunduma nº147 e 149, Bairro
Miramar, Angola
T. (+244) 942 624 495

Suíça
Flüelistrasse 13, CH-6054 Kerns
T. (+41) 79 524 94 33